Número total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Capitulo 4

Dezembro, 21 de 2009
As férias de Natal já começaram e eu ainda não falei com o Miguel, nem um olá!
Hoje e durante a próxima semana vou dormir fora do meu quarto, pois os meus avós vêm passar o Natal cá como é habitual. Sinceramente não estou com espírito nenhum de natal. Só consigo pensar nele e nos seus misteriosos e cativantes olhares (que é tudo o que eu consigo dele).
 Não disse nada a ninguém, nem escrevi aqui mas desde que o Miguel e a Susana chegaram os arrepios e os maus pressentimentos não pararam e cada vez os sinto mais. Pode não ter nada a ver com eles mas é muito esquisito, ainda por cima nunca me tinha sentido assim. Tenho mesmo um pressentimento que vai acontecer alguma coisa grave, talvez até nem seja nada e seja eu que esteja a ficar maluca, mas se isto não parar tenho que falar com os meus pais, já não aguento mais!
Janeiro, 14 de 2010
Não escrevo a muito, nem sei se consigo escrever mais, mas escrever aqui é a única coisa que posso fazer, já não me resta mais nada.
A minha vida acabou de morrer na noite de Natal, e acho que ainda não consigo dizer o que se passou nem compreender o que se passou. Tenho lágrimas a caírem nas páginas e elas não param desde a noite de natal. Desde que tudo aconteceu, desde que eles … , não consigo dizer, nem escrever mais, vou parar. Talvez consiga ter coragem e conte tudo, mas para já vou continuar sentada na cama sem falar tal como passei os últimos dias.
_______________________________________________________________________________________
Ansiosos por saber o que aconteceu com a Sofia, esperem pelo próximo capítulo....

Sem comentários:

Enviar um comentário